Notícias

Mecânico ou elétrico, andaime deve garantir segurança

 No Brasil, a falta de segurança na utilização de andaimes provoca um grande número de acidentes graves e fatais na construção civil. Uma das principais causas de mortes de trabalhadores se deve aos acidentes envolvendo quedas de pessoas e materiais. As quedas em    altura, as­sociadas majoritariamente à utilização inadequada de andaimes, são a principal causa de acidentes na construção civil. Os andaimes suspensos mecânicos leves ma­nuais e elétricos são muito utilizados no País para serviços de revestimento, pintura e manutenção em fachadas. Sua utilização requer conhecimento do trabalhador e acompanhamento por um profissional habilitado durante o projeto, a montagem, a supervisão ou manutenção e, por fim, a desmontagem do equipamento.
Os riscos presentes na construção civil se devem principalmente ao grande número de funções desempenhadas pelos trabalhadores. O risco de quedas, por exemplo, está presente em vários tipos de tarefas, como na utilização de andaimes que suspendem o trabalhador e/ou os materiais a serem utilizados. É imprescindível que o profissional da Segurança do Trabalho intervenha nestas situações, com medidas para garantir a segurança dos trabalhadores e também de terceiros. Sabe-se que a construção civil está entre os ramos de atividade no Brasil com as piores condições de trabalho, sendo responsável por 25% dos acidentes de trabalhos comunicados aos órgãos competentes.

O crescimento do setor exigiu investimentos das construtoras em tecnologia de equipamentos e a matéria-prima sofreu constantes mudanças com o propósito de agilizar e melhorar o processo. Equipamentos como os andaimes devem acompanhar esse desenvolvimento, priorizando sempre a SST. No entanto, percebe-se que ainda muitas construtoras escolhem seus equipamentos pelo custo. Para ter mais agilidade e segurança nos canteiros, é im­prescindível utilizar um equipamento que esteja de acordo com a normatização, seguindo padrões de montagem, utilização e desmontagem.

Diante desse contexto, o artigo visa de­monstrar a atual situação de an­daimes suspensos mecânicos leves manuais e elétricos em relação ao risco à segurança dos trabalhadores nos municípios de Marau e Passo Fundo/RS. Os objetivos específi­cos são analisar o projeto dos andaimes estudados nas obras, constatar a presença de um profissional qualificado no canteiro, aplicar um check list para a­nálise das condições de Segurança do Trabalho na uti­lização dos andaimes e propor soluções e melhorias a partir dos re­sul­tados obtidos.

O artigo completo está na edição de julho da Revista Proteção.

Fonte: Revista Proteção: Notícias. Ilustração: Beto Soares/Estúdio Boom
Data 13/07/2012 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *